Querer.

Publicado: novembro 12, 2010 em Uncategorized

Como eu queria parar de querer. Essa palavra “querer” é mais comum do que a palavra “eu” no dia-a-dia. É uma sucessão.”Eu quero” é coisa de sonhador.Mas o que posso fazer se eu quero tanto?Queria ser menos sonhadora, talvez eu não sofreria tanto. É comum me encontrar com olhos vagos, apáticos, distantes, pensando em coisas que poderiam ser (mas não são).Porque vivo em outro mundo, mas não sou pisciana. Eu desejo tanta coisa, que talvez nunca conseguirei se eu não sair do sofá e parar de “querer”. Confuso isso. Mas parece que a utopia é sempre mais gostosa que a realização dela.Querer é uma delícia. Porque na nossa mente reina a perfeição. A realidade é outra. Talvez fria e rápida, não nos deixa o tempo de saborea-la. Depois disso, frustração na certa.Talvez o próprio querer é mais satisfatório que o conseguir.Então paremos de querer? Como se fosse fácil.A palavra “querer” repetida milhares de vezes é irritante.Mas querer está no meu vocabulário, quase que uma obrigação diária.Eu vivo querendo. Isso é uma doença.Só não sei dizer se quero remédio.Queria mesmo é parar de dizer essa palavra.

Anúncios
comentários
  1. Marisa disse:

    A utopia é sempre mais gostosa do que o que se realiza.

    É querer, realizar, arrepender.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s