Poema quase romântico

Publicado: maio 24, 2011 em Uncategorized


Eu fui escrever um poema romântico,
mas as nuvens me roubaram a inspiração,
a fileira de formigas me deixaram perplexa
Pensei na vida curta delas, presas no rastro de sabão.
Fui escrever um poema romântico
mas meu coração estava uma árvore crua
semimorta no inverno, obscena e nua
E esquecida no tempo.
Fui escrever, mas o jornal da manhã
mostrou um acidente na estrada
e meu romantismo foi parar no canto da sala.
Fui escrever um poema romântico
desses que aquece toda uma alma,
Mas o frio entrou por debaixo da porta
e esfriou meus pensamentos,
não há nada que faça esquentar,
esse coração de vento.
Fui escrever um poema romântico
Mas não havia destinatário,
Algo vago do meu passado,
me trouxe tormento e inquietude
Peguei a folha, e das mãos não saíram nada
Pobre daquele que se ilude.
Fui escrever um poema romântico
mas voltei de mãos vazias
não me esforcei a torcer meu coração
Para soltar um verso falso e pobre

Fui escrever um poema romântico,
Mas parece mais um draminha podre.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s